sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

The End Of The F***ing World - Opinião (Review)

If the "Read in English" feature isn't working, please click on the title of the post and try again

 Ler em Português      Read in English

The End Of The F***ing World


Imagem relacionadaDeparei-me pela primeira vez com esta série no instagram e, como seria de esperar, fiquei intrigada pelo título. Assim sendo, quando me deparei com esta série no Netflix e vi a premissa, não pude deixar de ver.
Composta, até ao momento, por apenas uma temporada com 8 episódios de cerca de 20 minutos cada um, The End of The F***ing World segue a vida de dois adolescentes, James que acredita ser um psicopata e que tem como sonho matar alguém, e Alyssa, uma rapariga frustrada com a vida que vive e com a sua família. Quando James conhece Alyssa, vê-a como alvo perfeito para finalmente concretizar o seu sonho. Já Alyssa vê em James uma pessoa fora do comum e que a intriga.
Quando a vida familiar de Alyssa se torna insuportável, esta decide fugir de casa e convida James para a acompanhar. Juntos, vão acabar por se meter em diversos problemas.
A premissa da série faz parecer que estamos a falar de uma série de humor negro, o que não deixa de ser totalmente verdade, uma vez que temos diversos momentos engraçados onde este tipo de humor é o protagonista (como podemos ver pelo trailer da série). No entanto, também a nível emocional, a série é extremamente forte, e acaba mesmo por nos ensinar diversas lições de vida.
Duas questões que eu não posso deixar de referir é, sem dúvida, o excelente elenco e a incrível banda sonora. Até ao momento, não conhecia nenhum dos atores presentes nesta série, mas sem dúvida que fiquei completamente apaixonada pela representação de todos, sendo de destacar Jessica Barden (que faz o papel de Alyssa) e de Alex Lawther (no papel de James), além de que a química entre os actores foi excelente.
Quanto à banda sonora, foi muito bem escolhida. Todas as músicas encaixam perfeitamente na ação e completam-na de uma forma incrível.
Apesar de sabermos que ambas as personagens principais se estão a colocar em problemas desnecessários e que eles próprios não são as melhores pessoas, acabamos a torcer para que, no fim, tudo se resolva pela positiva para ambos. E foi também este sentimento que a série foi capaz de criar em mim que me fez amá-la tanto.
Resultado de imagem para the end of the f *** ing world
No final, ver esta série acaba por ser como ver um filme de cerca de 3 horas. Ou seja é uma série que vemos bastante rápido. Também por ser tão pequena, não há muito mais que possa dizer. Termino então por referir que, depois daquele final que eu não vou contar, eu preciso, urgentemente, de uma segunda temporada (cuja possibilidade ainda está a ser discutida). Mas, mesmo que tal não aconteça, é uma série que recomendo muito, especialmente por ser extremamente interessante, pelas sensações que nos provoca, pela banda sonora e pelo elenco incrível.
(8 em 10 estrelas)

4 comentários:

  1. Já me cruzei com essa série no Netflix mas ainda só vi o trailer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tiver a chance, aconselho a ver. É uma série muito interessante e bastante rápida.
      Obrigada pelo comentário!

      Eliminar
  2. Já ouvi tanta gente a falar desta série que vou mesmo ter de experimentar!
    Obrigada pela opinião, só me deixou mais curiosa!!

    http://like-a-fangirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tiveres hipótese, vê, não te vais arrepender!

      Eliminar